sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Realidades de um país (sub) desenvolvido


Este post é um atestar do meu desagrado de como se gere a saúde e as prioridades da mesma em Portugal. Saiu hoje na imprensa a notícia que há algum tempo que as vacinas da BCG estão esgotadas a nível nacional, e que 'brevemente' (seja lá o período de tempo que for) a situação será reposta. Entretanto, centenas de crianças neste país saem das maternidades sem a vacina OBRIGATÓRIA que as protege da tuberculose. Mais ainda, apesar de os médicos considerarem que a toma deve ocorrer durante o primeiro mês de vida, há crianças à espera há mais tempo do que isso.

Com a vaga de novas estirpes de tuberculose que surgiram recentemente em Portugal, e sendo esta uma altura do ano propensa a infecções respiratórias, revolta-me que se tenham comprado não sei quantas mil dozes de vacinas para a gripe das aves (cenário que muito dificilmente terá impacto nos seres humanos, segundo os especialistas nacionais) - uma medida puramente populista - em vez de se ter assegurado que todos os recém nascidos tivessem acesso a um principio básico de protecção da sua saúde.

Como devem imaginar, o S é mais uma das crianças que já se encontra nas famosas listas de espera do SNS... menos de 3 semanas de vida e já se debate com a vergonha nacional...

2 comentários on "Realidades de um país (sub) desenvolvido"

Sofia e Pedro on 7 de dezembro de 2007 às 21:12 disse...

Tens toda a razão!
A Joana saiu do hospital com a BCG, felizmente...
Beijinhos, Sofia, Pedro e Joana

Filipa Marques on 11 de dezembro de 2007 às 12:35 disse...

E mesmo triste!!!
O meu saiu da maternidade com a vacina!
Acho incrivel!!!
Nao andamos mesmo p frente assim
Beijokas

 

Um Novo Sol Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez