domingo, 23 de dezembro de 2007

O dia do meu 1º 'mesário'

2 comentários
Já tenho um mês!! Tenho 5 Kg, meço 56 cm e já duro 5 a 6 horas por noite! Gosto de olhar para as pessoas e para as luzes ... e não gosto de dormir...

No dia em que fiz um mês fui almoçar a Grandola com os meus 4 avós e portei-me muito bem. À noite o papá comprou um bolo e soprámos a minha vela. Ainda tive direito a um fato de piratinha como prenda!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Realidades de um país (sub) desenvolvido

2 comentários
Este post é um atestar do meu desagrado de como se gere a saúde e as prioridades da mesma em Portugal. Saiu hoje na imprensa a notícia que há algum tempo que as vacinas da BCG estão esgotadas a nível nacional, e que 'brevemente' (seja lá o período de tempo que for) a situação será reposta. Entretanto, centenas de crianças neste país saem das maternidades sem a vacina OBRIGATÓRIA que as protege da tuberculose. Mais ainda, apesar de os médicos considerarem que a toma deve ocorrer durante o primeiro mês de vida, há crianças à espera há mais tempo do que isso.

Com a vaga de novas estirpes de tuberculose que surgiram recentemente em Portugal, e sendo esta uma altura do ano propensa a infecções respiratórias, revolta-me que se tenham comprado não sei quantas mil dozes de vacinas para a gripe das aves (cenário que muito dificilmente terá impacto nos seres humanos, segundo os especialistas nacionais) - uma medida puramente populista - em vez de se ter assegurado que todos os recém nascidos tivessem acesso a um principio básico de protecção da sua saúde.

Como devem imaginar, o S é mais uma das crianças que já se encontra nas famosas listas de espera do SNS... menos de 3 semanas de vida e já se debate com a vergonha nacional...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

As minhas alcunhas

1 comentários
Esta vida de bebé é terrível! Tanto trabalho que os meus pais tiveram para me escolher um nome bonito e agora ninguém se decide sobre o tratamento que me aplicam... em apenas 17 dias aqui vão algumas das minhas alcunhas:

Mamã e Papá: Go
Avó Ju e Avó Benilde: Meu Boneco
Mamã: Buda (ou Budinha)
Papá: Jeitoso
Avô Vitor: Pintainho
Avô Ramiro: Biscoitinho, Larinho
Enfermeiras no hospital (e a mamã e o papá às vezes...): Mau feitio

Entre muitas outras, como pequenote, filhote, gordinho, matulão, pai de todos, coisa boa e o imperdoável 'Menino'!!!

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Um banho sem chorar

3 comentários
Até hoje, se havia momento de tortura, era o banho: sempre, sempre a chorar. Sem dúvida o pior momento do dia. Mas hoje tudo mudou: depois do conselho da médica demos-te benho com a barriguita cheia, e voilá! Não que tenhas gostado muito, mas pelo menos foi uma banhoca em silêncio.

Veremos se a receita resulta amanhã.

A primeira consulta

1 comentários
Ontem fomos à médica pela primeira vez. Portei-me muito bem... não chorei, estive risonho e nem me importei que me despissem... sempre que vou ao hospital porto-me bem para os papás não me deixarem lá!!

Sou um bebé com muita vitalidade, apesar de ser grandote... a médica diz que os bebés grandes são pastelões, mas eu sou diferente: mexo-me muito!!! Já era assim na barriga da minha mãe, e agora tenho mais espaço, que bom!

Levantei a cabeça, caminhei e segui os sons. Sou um bebé saudavel e robusto, e só com o leitinho da minha mãe!

domingo, 25 de novembro de 2007

Já passou uma semana...

4 comentários
Era uma noite fria, talvez a primeira do ano que me obrigou a uma mantinha no sofá durante as minhas investidas nocturnas na sala que o teu pai apelidava de 'fazer grupinhos à parte'. Ali estávamos os dois, como nos tinhamos habituado nos últimos tempos: quentinhos à espera que mais uma manhã chegasse e quem sabe tu desses sinais de querer vir ao mundo. Mas no longo caminho entre a cama e o sofá entoavam as palavras do médico há poucas horas atrás: "Da forma que isto está... talvez para a semana... induzimos lá para domingo... vá para casa e descanse..."

Sem te conhecer, já tinha saudades tuas, e estes comentários do médico tinham-me deixado triste... valente caminhada que eu tinha dado na baixa lisboeta durante toda a tarde, e mesmo assim nada... só as malditas castanhas é que não me deixavam dormir!!

As horas passavam e o mau estar ia e vinha..."que raio de dores estas que quando parece que passaram, voltam em grande força... espera lá... estão ritmadas...ups... de 10 em 10 minutos?? Será que é isto uma contracção?... São 7 da manhã não vou deixar o teu pai ir para o treino e eu ficar aqui sozinha!!! E se tu nasces??"
Todos estes pensamentos e o pânico a eles associado se desvanesceram com a calma que caracteriza o teu pai... "são contracções coração... mas são normais. Mantém-te calma".

E assim foi, num tom descontraido preparámos tudo com calma e por volta do meio dia lá fomos caminhando para o hospital, com uma intensa boa disposição e com uma esperança enorme que o momento de te conhecer estaria para muito breve.

Se até ao hospital tudo foi sereno, depois da epidural tudo foi paz... sem dores, com muito boa disposição e com a família em volta passaram as horas necessárias para que o teu caminho para o mundo se preparasse... Por volta das 18h tudo estava pronto... mas o médico tardava...
O teu pai e os teus avós estavam mais nervosos que eu e quando levei a última dose de epidural todos respiraram de alívio: estava quase!!!

Pelas 19h levaram-me para a sala de partos e vestiram o papá de médico... Enquanto esperávamos pelo médico, escolhemos a música com que chegarias ao mundo: Andrea Bocelli (foi o que se arranjou...) às 19h20 chega o (quase) mais esperado: o médico!! Não resisti: "Dr. parece uma noiva!! Estamos todos à sua espera!!"

Os 5 minutos que se seguiram foram um misto de sonho e realidade, de ausência e presença: Vi-te, senti-te e ouvi-te. Eras grande!! Levaram-te, mas o teu pai nunca te deixou... e eu relaxei. Estavas bem: "que grande rapagão! 4.055Kg. Parabéns mamã! O papá parece uma criança babada, etc, etc". Relaxei, não tive pressa de te ver... "vou ter o resto da minha vida para estar com ele" disse à enfermeira. Só queria que tivesses bem e quentinho... quando te trouxeram foi estranho... uma alegria tão grande que nos abafa os sentimentos. Ao contrário do teu pai, sempre efusivo e entusiasmante, amei-te em silêncio, adorei-te de olhos fechados e agradeci a graça da tua existência, tão pequenina e tão perfeita. Deitaram-te junto a mim, e desde esse instante todo o meu mundo mudou.

Sê feliz meu pequenote!!

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

E no fim, não eram só gases!!

15 comentários
Afinal eram um puto que lá estava! E grande!!


A tua mãe no Sábado acordou-me às 7 da manhã com a desculpa que não tinha dormido desde as 5 com cólicas! Tinham-lhe caído mal as castanhas da véspera... O mais interessante é que vinham de 10 em 10 minutos!...
Com essa é que ela me acordou!
"10 em 10 minutos??? Tens a certeza???" perguntei eu. Mas mesmo antes de ela responder que sim, eu já sabia a resposta: tinham-me estragado o meu sábado de artes marciais. O teu pai ia passar o sábado inteirinho a ouvir a mãe a chamar-lhe nomes, que nunca mais lhe tocava, que a culpa era dele, e outros impropérios que tais!
Assim, iniciei de imediato as contra-medidas necessárias. Brincadeiras, muita calma (aparente) e método na preparação das coisas para levar para o hospital. Tudo para não haver desculpas da culpa ser dele... "EEEUU?? Eu sou tããoo querido... Até te levo a mala..."
Ainda com a remota esperança que fosse mesmo das castanhas, lá saímos para o hospital de imbambas às costas, com rigor na contagem para que as contrações, agora de 4 em 4 minutos, fossem poucas daqui até ao hospital! Não que fosse longe, cinco minutos a pé chegaram!!
Lá consegui que a tua mãe fosse atendida, e eis que a notícia chega: "3 cm de dilatação! Já não sai daqui hoje..." disse o médico de serviço. Ora, ora, da tarde de trabalhos já não me safava!
Mas eis o volte-face do enredo, antes mesmo que me apercebesse, estava a tua mãe a levar a epidural.
Oh! maravilha da ciência moderna! Nem uma dor!! Eu via as não-dores a virem e irem, no pequeno ecrã do CTG, e com cada uma menos uma agressão a sofrer!! Sim, porque isto de sofrer no parto não é só para as mulheres, sofremos nós também por tabela.
E há medida que as horas iam passando, galhofando íamos todos, teus avós incluídos, para a hora em que nos irias conhecer.
Estava já eu embriagado com o alívio anterior, ao qual não me canso de chamar maravilha, quando surgiu. Leve e lenta mas seguramente, ia crescendo dentro de mim: o nervoso miudinho do pai que espera o seu filho.
Primeiro, era o médico, esse desclassificado, que não chegava! Que interessava que estivesse de folga?? No dia do MEU FILHO NASCER??!!?
Depois as enfermeiras, que não me diziam de 10 em 10 segundos, intervalo mínimo aceitável para um serviço da mínima qualidade!, cada milímetro que iamos ganhando até chegar à sala de parto!
E para matar, de novo o médico, agora inqualificável!!, que ao entrar, TARDE, na sala de parto se digna a dizer: "Eh lá!! Essa barriga está tão alta! Se calhar temos que fazer uma cesariana."
O coração do teu pai ainda é jovem e saudável, foi o que o salvou, porque o mais leve indício de endurecimento das coronárias ter-te-iam feito orfão mesmo antes de nascer.
Agora completamente desconcertado, lá consegui manter a câmara de video direita na mão sem a deixar cair. Esforço hercúleo, filmar estava fora de questão!
Profissionais como são, a equipa ignorou mais um pai desnorteado, mantido no seu canto neutro onde não poderia fazer grandes estragos quando (e não se) desmaiasse. Armados de uma ventosa e de um braço forte da parteira de serviço (pergunto-me se será um pré-requisito), em menos de 3 minutos estavas cá fora...
"Espera aí..." pensei eu, "está cá fora... ESTÁ CÁ FORA!!!". Como uma fénix erguida das cinzas, eis que os braços flácidos e derrotados ganham de novo vida! Filmar, filmar, regista os primeiros momentos do teu filho! Não penses, AGE!! Esquece o pânico, regista para que não te esqueças e para que a mãe do teu filho veja também os seus primeiros momentos! Minha nossa, 4kgs!!!

Tudo se apagou, tudo perdeu importância, tudo era paz. Estavas ali, estavas vivo e eras perfeito.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

O Jantar de sábado

0 comentários
A todos os que participaram no jantar de sábado um muito obrigado. O objectivo de juntar os amigos foi atingido, mas ao contrário de muitas expectactivas o S não decidiu nascer no dia da grande inauguração. Cada vez está maior, mas por enquanto mantém-se no seu ninho quentinho sem sinais de querer sair... afinal de contas o contrato é para 9 meses, e se ele sair à mãe é muito cumpridor e exigente com os prazos!

Apesar de tudo, o carinho demonstrado por todos os que nos visitaram, é de certeza um excelente cartão de visita para que o S se sinta sempre acarinhado e entre amigos.

Beijos e Abraços para todos!

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

E às 38 semanas...

2 comentários
... continuamos à espera!

Tanto ameaçaste que irias sair mais cedo e afinal nada!! Brincalhão! Já nos preparámos para que só dês sinais de querer largar o ninho lá para 21 de Novembro, aliás como já combinámos, esta semana nada de brincadeiras que o médico está de férias!

Apesar do peso ser muito, os inchaços incriveis, e as dimensões desmesuradas, estou preparada para a recta final. Aproveita estas duas semaninhas para te tornares forte e saudável, e como temos combinado, quando chegar a hora de sair, toca a sair rapidinho!!!

Beijos meu 'grandalhão'

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Um pouco mais europeu

4 comentários
Querido S,

no dia em que nasceres serás um pouco mais europeu, para além de orgulhosamente português. Ontem foi um dia histórico em que um acordo para um tratado constitucional europeu foi assinado, durante uma presidência portuguesa da União Europeia, que nos tornará a todos mais preparados para a globalização.

Pode parecer singelo e até de pouco relevo, mas quando cresceres perceberás a diferença entre viver num mundo de 'orgulhosamente sós' como era no tempo em que os avós, ou mesmo os papás nasceram, e o fazer parte de uma união com direitos de cidadania e valores sociais elevados.

Com sorte, este será mais um passo para que tu, e tantos outros meninos agora pequeninos possam viver num mundo mais justo , equilibrado e pacífico.

São estes os votos da mamã.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Dormir... como eu gostava...

0 comentários
Definitivamente o trimestre dourado já lá vai. O S está enorme, e o desconforto é permanente e não há posição: deitada é impossível, principalmente na cama, no sofá ainda escapa... de pé são os pés que incham e os joelhos que dóem, sentada o S não gosta e mexe, e remexe até eu desistir da posição...

E a famosa azia do 3º trimestre é uma realidade... os seus pézinhos no meu estomago e figado também são uma constante... já só falta pouco mais de 30 dias, keep on going...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Temos 105 cm de perímetro

0 comentários
Sim, estamos enormes... mais de um metro de perímetro à altura do umbigo! O S continua a crescer e consequentemente a barriga também... vê-se de dia para dia, tal como os seus movimentos cada vez mais lentos devido à falta de espaço, mas mais fortes face ao seu tamanho.

Ontem, o S e o pai brincaram ... um por fora da barriga e o outro por dentro... pobrezinha da mãe é que ficou desfeita tal foi a agitação.

Já só faltam 5 semanas...

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

A prima Lana já nasceu!

3 comentários
Finalmente a Lana nasceu... depois de 40 semanas e 10 dias, eis que ela aparece com cerca de 4 quilos, muito branquinha e com muito cabelo muito preto! Segundo a avó Ju, é uma bebé muito bonita e cheia de força. O tio Ivan está muito feliz, e a tia Sarah ainda está a recuperar de um dia inteiro à espera que a Lana se decidisse.

Lá para Dezembro vamos conhecê-la ao vivo e a cores, por enquanto aguardamos pelas fotos do mais recente membro da família.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Finalmente na casa nova!!!

1 comentários
Eis-nos de regresso à blogosfera. Após 4 dias de luta com a Netcabo e o ADSL conseguimos finalmente ter um novo acesso à internet a funcionar.

Já estamos na casa nova, com muitos caixotes e sem saber de metade dos nosso haveres, mas tudo há-de estar pronto para o grande dia... a chegada do S. O quartinho dele já foi pintado, e aguardamos as mobilias para ficar tudo composto!

No entretanto, a avó Ju mantém-se por terras de sua majestade à espera que a prima Lana nasça, mas mesmo depois de 40 semanas e 3 dias a rabina não dá sinais de querer largar a barriguita da mãe. Continuemos a aguardar...

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

O descanso da guerreira

1 comentários
Hoje é o dia oficial da entrada na fase de repouso da guerreira... ontem fomos ao médico, e fui imediatamente recambiada para casa para repouso físico e mental!!!

A partir de hoje, temos que nos concentrar apenas no pequenote, pensar em coisas bonitas e dizer várias vezes ao dia 'Como a vida é bela...' nada de stress, nada de pressão para que o pequenote não se apresse e venha ao mundo antes do tempo!!

Pode ser que tenha também mais tempo, para vos contar as novidades que vão surgindo...

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Às 30 semanas, percentil 74...

4 comentários
Ontem fomos fazer a última eco, ver o rapazote e o seu crescimento. Pelo aspecto exterior tudo fazia prevêr que o rebento era grandote, mas após várias medições, a confirmação chegou: pernas compridas, e pés grandes... 6,5 cm de pé!!!

'O que é que a mãe come?' perguntou a médica. 'Está aqui um rapagão' comentou ela, enquanto o S fazia pequeninos exercicios de respiração com a sua boquita. Já está encaixadinho, e com o rabiosque bem espetado na barriga da mãe, costinhas para a frente... posição excelente, vamos lá ver se não muda muito. Quanto ao peso, já leva com uns valentes 1800g... se for para chegar até ao fim, isto promete!

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

A chegada dos bebés

2 comentários
Querido S, como sabes não és o único bebé a caminho nestes tempos mais próximos. Entre Praders, Prósperos e Salgados serás o terceiro e último da fornada e por isso ansiosamente aguardado. Por hora, a prima B, com os seus 9 mesinhos, já gatinha e senta-se sozinha... está uma menina crescida! É doce e bem disposta, o orgulho do tio Telmo e da tia Mónica. Daqui a um anito será certamente companheira de brincadeira ... tens que ser cortês e educado com ela, afinal vais ser um Lorde entre Damas, a prima L também está de chegada... mas ainda não se sabe se vem acompanhada ou não.

A avó Ju já viajou para a terra dos reis e rainhas, para quando a prima L chegar ela não perder pitada, mas não te preocupes que ela volta a tempo de te ver chegar também...

A avó Ju diz que a tia Sarah está muito grande e ansiosa para conhecer a prima L... já tem um quartinho novo, muitas roupinhas e brinquedos. Em breve também terás o teu... tudo estará pronto quando chegares.

Continua a crescer meu pequenote!

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

A primeira aula de preparação para o parto

0 comentários
Querido filhote, continuamos a preparar a tua chegada. Já tivemos a primeira aula de preparação para o parto com muitas explicações e detalhes do mesmo. Essencialmente aprendemos quais os principais sinais que nos farão deslocar ao hospital de forma a que tu nasças em segurança.

O papá ficou um pouquinho triste porque durante este mês vai ter que faltar às aulas favoritas de Jisei Budo, mas é por uma razão muito válida: tu!

A Margarida (terapeuta) diz que tu te mexes muito quando eu estou quieta porque gostas de ser embalado... será? A mamã promete que te dá colinho quando nasceres, mas não vale fazer birra para dormir ao colo, Sr. S... O papá também concorda comigo,..

Hoje, vamos para mais uma aula de ginástica na piscina...mas esta é só para nós os dois... o papá não nolha os pézinhos!!

terça-feira, 11 de setembro de 2007

O Calcanhar

0 comentários
Uma grande amiga, mãe há poucos meses disse-me várias vezes que após o nascimento dos rebentos iriamos concerteza à procura de um certo calcanhar que durante a gravidez nos infernizou a vida... de ínicio não percebi esta obstinação.

No sábado passado, estava eu a tentar descansar apesar do aceso reboliço em que o S se mantinha, quando de repente surgiu um alto junto ao fundo das minhas costelas... parecia uma borbulha gigante... carreguei e era rijo... pensei, pensei e lembrei-me dos famosos calcanhares. Efectivamente, depois de lhe ter tocado não tive qualquer dúvida de que parte do corpinho agitado do S estava literalmente 'espetado' entre as minhas costelas.

Depois desse episódio, muitos outros semelhantes se repetem com uma cadência horária...

Mãe sofre!

Após um longo silêncio, estamos de regresso...

0 comentários
Pois é, muitos questionar-se-ão sobre o motivo deste longo silêncio... estivemos de férias, o que significou o total afastamento de tecnologias e afins.

Temos agora a oportunidade de contar as novidades em diferido, porque foram umas férias muito divertidas e com imensas actividades: fomos à praia, fizemos Chi kung, visitámos a prima Bárbara na quinta do Douro, entre muitos passeios com amigos e amigas.

A minha mamã vai contar-vos nos próximos dias... e mostrar fotos: ela está muito grande... a culpa é minha!!!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

As tuas roupinhas

4 comentários
Querido S, continuamos ansiosamente a aguardar a tua chegada e a prepará-la com todo o rigôr. Esta semana começamos a tratar das tuas roupinhas: a avó Ju e a mamã lavaram tudo com detergente para bebés para que nada te faça mal quando vieres ao mundo, e a avó Benilde vai passar as tuas roupinhas a ferro para que estejas sempre aprumado... tens que ser um menino bonito desde pequenino.

Também já tens alcofa e muitas mantinhas, porque quando nasceres vai estar frio... lá para Setembro, compramos o teu carrinho...

Fica bem, meu pequenote andarilho!

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

E dançavamos...

1 comentários
Esta manhã a tua mãe acordou bem disposta! Não seria de esperar outra coisa, já que quem faz anos sou eu, eu é que estou mais velho um ano! Além disso, com todas as maldades que ela planeou para mim hoje, não admira que tenha dormido menos bem, ansiosa por me ver suar, e que tenha ainda assim acordado com um grande sorriso, temperado com um pouco de malícia.
Só para que tenhas uma ideia, tive que responder uma pergunta a meio da manhã sobre algo que ela disse, em conversa de pequeno-almoço, às 9h da manhã. Tu que és homem, meu filho, virás a saber o que isso nos custa: primeiro, pouco depois de acordar, segundo, enquanto se está a comer (fazer duas coisas ao mesmo tempo, comer e ouvir, é algo masculinamente impossível...), terceiro, no meio do chit-chat matinal do qual sai apenas uma mensagem: gosto de estar contigo ao acordar, pois todas as sílabas que articulamos a essa hora servem apenas para adornar o sentimento.

Ainda assim, fico feliz porque ela está feliz. E o que melhor me soube foi ver-vos dançar juntos ao som da voz e da big band, e poder partilhar isso convosco.

No fim, dançamos 3. No princípio do dia, já eramos felizes.

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Brincar a 3

1 comentários
Ontem, finalmente o papá viu-te!! Os teus pontapés e socos já são visiveis a olho nu... qualquer um olharia para a minha barriga e perguntaria: Que 'alien' é esse que aí está?

Pois é, já vais começando a ter menos espaço, porque estás maior, e a tua actividade diária também aumentou.

Ontem, com um pouco de música como tu gostas, brincámos pela primeira vez os 3...

Foi bom, temos que repetir...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Os meus machos não me deixam dormir...

0 comentários
... Segunda-feira, dia cinzento: eis como me sinto, cinzenta, ensonada e de rastos.

Que noite agitada tivemos hoje: o RS concentra todas as suas energias elaboradamente controloladas durante as suas aulas de Tai-Chi, transformando-o numa botija de água quente a meu lado, agradabilissimo de inverno, terrível de verão... estou grande, preciso de espaço e tenho calor.Eu destapo, ele tapa, eu destapo, ele tapa... mas como festas a dois são coisas do passado, eis que o inquilino mais recente da minha cama decide saltar, talqual trampolim elástico, em cima da minha bexiga, horas a fio. Eu bem lhe disse: são horas de dormir, a mamã precisa de descansar... mas nada. Também deve ter surdez selectiva ou então os nossos processos de comunicação ainda não estão completamente estabelecidos...

Mas como não há 2 machos sem 3, até o Titik, gordo que nem um texugo, ressonava ferozmente ouvindo-se pela casa toda...

Enfim, após uma hora de tormenta, desisto: Sala, TV e sofá... Dr. Phil até às 7h da manhã.

Boa semana...

domingo, 5 de agosto de 2007

Domingo é dia de trabalho??

1 comentários

Sim, sim, meu filho! Teu pai está a trabalhar ao Domingo.
Não é bem novidade, o seu sentido de responsabilidade sempre se sobrepôs à sua natural preguiça, ainda que sempre por uma margem curta...
O que é novidade é a razão porque o faz: não porque ache que vai ser mal visto pelos outros, não porque goste de sofrer, nem porque ganhará mais por isso... Sim porque sente que te tem de dar aquilo que precisas e mereces, que tem que defender o teu futuro. No fundo, o mesmo sentimento de responsabilidade, mas desta vez muito diferente, mais importante, maior e centrada num outro ponto: no Novo Sol, na nossa família.

Por isso descansa, meu bebé. Teu pai está a trabalhar por ti até que o possas fazer por ele...

E trata bem da mamã! Afinal, enquanto eu estou fora, és o macho aí de casa!

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

You're my Everything...

0 comentários
... foi ao som de Michael Bublet que o papá nos acordou carinhosamente esta manhã... quando ele se refere a 'You' eu acho que devo ser eu e a mamã... não vos parece? Afinal ele todos os dias nos chama o seu '2 em 1' favorito!!! Ele é um romântico, e como sabe que a mamã gosta muito do Michael Bublet fez a surpresa e comprou o CD... eu também vou ser assim quando crescer ( diz a minha mamã...).

Hoje é sexta feira!

1 comentários
Finalmente chegou o fim de semana!! Esta semana estamos cansados, e particularmente inchados, apesar de termos iniciado a nossa dieta... o S. está no percentil 50, mas a mamã está no percentil 150 por isso temos que ter juízo.

Vamos a caminho de mais um fim de semana de sol e muita praia fresquinha lá por Santa Cruz... sem abusar, nem do Sol... nem da comida.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

A pedido de várias familias aqui vai...

5 comentários

... a foto do barrigão, à saída da praia em Santa Cruz há 2 semanas.

Mais detalhe está reservado ao pai da criança.

Ontem fomos à piscina

1 comentários
Ontem fomos a mais uma aula de hidroginástica e acho que gostaste... enquanto eu nadava, tu nadavas também na tua piscininha privada e a agitação foi tal que te mantiveste a 'nadar' até para lá da meia noite!

Hoje li, que os bebés da tua idade fazem soninhos de apenas 40 minutos de cada vez, e que nos intervalos se mexem bastante... mas dava jeito a mamã dormir, de vez em quando sabes? Caso contrário quando tu nasceres já vai estar toda cansadota.

Beijos pequenote nadador!

segunda-feira, 23 de julho de 2007

Redondinha, Redondinha...

2 comentários
Eis como eu me sinto!! Apesar dos elogios permanentes do RS sobre as minhas novas formas, a cada dia que passa o avançar das formas orgânicas em detrimento da silhueta esguia que em tempos tive, é mais que evidente.

Expressões como 'Estás tão grande' ou 'Estás maior' já se tornaram rotina, mas apesar de tudo ainda não me movimento de acordo com as minhas novas dimensões:
com frequência esbarro em portas ou em passagens em que julgava caber, ou quando estou à mesa falho a distância ao prato e lá vai mais um pingo na barriguita, etc e tal.

E qual o objectivo de tudo isto? O S., tal como a mãe, gosta de casas grandes, pelo que apesar de ser um bebé com tamanho normal já alugou uma moradia... moradia essa que lhe proporciona todo o espaço do mundo para as suas acrobacias nocturnas que a mamã tanto gosta...

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Ontem tiveste soluços!!

3 comentários
Já tinha ouvido falar muitas vezes de bebés com soluços, mas soluços dentro da nossa barriga é coisa estranha... ontem há noite, já na nossa hora de descanso o S. teve imenso ssoluços e a cada vez que soluçava era um pulo na minha barriga... ao fim de uns minutos passou, mas garanto que não foi com um susto!!

quarta-feira, 4 de julho de 2007

A meio caminho

1 comentários
Hoje é o dia M. O dia do meio caminho.

Parece que foi ontem que entrei pelo quarto dentro, numa manhã de quinta-feira e disse: deu positivo! Parece que foi ontem que o Dr. Rui disse: Já se ouve o coração. Parece que foi ontem que tudo começou a mudar: o corpo, a casa, a forma como o papá se refere a ti... Parece que foi ontem que ouvimos o segundo Olá bebé, e passaste finalmente a ter nome. Parece que foi ontem que te senti pela primeira vez.

Já só faltam outras 20 semanas para te juntares a nós, já só faltam 20 semanas para finalmente te podermos abraçar e dar carinhos... o papá está ansioso por te sentir... quanto a mim, vou-me regojizando com as nossas 'conversas' e 'bailados' na tua casinha.

Até breve, pequenote!

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Já te sinto...

1 comentários
"Acho que já o sinto, papá..." disse ontem tua mãe. É claro que ela já anda a dizer isso há uns dias, ansiosa por interagir contigo, de saber que lá estás não só pela boca de um estranho, pela difusa representação tua num ecrã ou até mesmo pelas estranhas alterações de si própria...

Eu não terei essa sorte pelo menos até Novembro. Mas contudo sinto, como tua mãe, que já te "sinto"... Sinto-te na metamorfose de tua mãe. Sinto-te no que faço, no que penso, no que planeio, no que temo. Sinto-te no nosso amor, crescendo contigo dia para dia...

É por isso que te digo, meu filho, Já te sinto, e nisto estou mais seguro que tua mãe.

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Os primeiros Jeans

1 comentários
Este fim de semana rumámos a norte para o baptizado da prima B. realizado à beira do Douro, num local lindíssimo... gostariamos muito de ter tirado fotografias, não fosse o cabeça-de-vento a quem em breve chamarei 'papá' se ter esquecido da máquina fotográfica, não obstante as advertências daquela a quem vou chamar 'mamã'. A festa foi agradável e a prima B portou-se muito bem durante toda a cerimónia, enquanto envergava o seu lindo fatinho de princesa. Já eu, que ainda não dou sinais à mamã, gostei dos embalos enquanto ela e o papá dançaram, e espernei bastante com tantos doces que a mamã comeu.

Mas no final não foi só a prima B que teve prendas: Euzinho, que ainda cá estou na minha 'casinha' mais uns meses tive umas quantas prendas: que roupas tão giras!!! Mas o que a mamã gostou mais e mostrou a toda a gente, foram os meus primeiros jeans!

Estou ansioso por os estrear em conjunto com os All Star prometidos pelo avô Vitas!!!

terça-feira, 19 de junho de 2007

Mais um dia de Inverno

0 comentários


Querido S, um dia quando fores crescido vais aprender na escola que em tempos existiram quatro estações: A primavera, o verão o Outono e o Inverno... sim, existiram, porque quando tu fores crescido, nada disso corresponderá à verdade.

Hoje, quase quase a chegar ao verão, Lisboa está cinzenta e escura como num dia de Inverno, com um pouco de sorte, lá para Novembro, quando tu nasceres e pelo calendário for Outono, poderemos dar uns agradáveis passeios à beira rio com uns dias de Sol intenso.

Um beijo pequenote.

domingo, 17 de junho de 2007

Uma prateleira cheia

2 comentários

Pois é, bastou uma visita da Avó Ju, da Bisa Eduarda e da Tia Eduarda, a juntar às prendinhas da Avo Benilde e da tia Mónica, e eu já tenho uma prateleira cheia de coisinhas para mim. Entre fraldas e babetes, sendo filho de quem sou não poderia deixar de ter 10 pares de botinhas e uns ténis do Rato Mickey... e até já tenho o meu primeiro brinquedo: um elefante que faz barulho, prenda do meu primo Fábio!

terça-feira, 12 de junho de 2007

A primeira roupinha

2 comentários

Assim que soubemos que eras um rapazola, fomos comprar o teu primeiro fatinho... com especial atenção para as meinhas a fazer pendant, e o gorrinho para não apanhar frio na cabecinha!

segunda-feira, 11 de junho de 2007

A primeira foto de Família

1 comentários

Na terra do pai, a 9 de Junho.

sexta-feira, 8 de junho de 2007

É um PILAS!

2 comentários
Não há dúvida, é um MACHO!


Mais uma prova de que teus pais são obcecados pelo planeamento: já tinham nome para ti antes mesmo de te fazerem. Foste idealizado numa bela manhã de Sol de Novembro, nas catacumbas da maior catedral do mundo, no país mais pequeno do mundo, e teu nome foi-te posto logo ali: Santiago.
Não há precendente na família, vá-se lá saber porquê... Mas que é um lindo nome é! Para combinar contigo, meu filho, meu varão!

E essa mão esticada... Como quem diz: esperem por mim, aqui venho eu!...

quarta-feira, 6 de junho de 2007

De volta após um longo silêncio

1 comentários
Aqui estou eu de volta, depois de uma longa ausência. Parcialmente por falta de saúde, parcialmente por falta de tempo. Mas aqui vamos os dois em pleno crescimento, de dia para dia... cheios de força e com vontade de crescer mais (até o papá nos acompanha:-)

Mas filhote, temos que entrar num acordo...o que eu como tem que dar para os dois... não é só para ti. A mamã anda de rastos porque tu levas a paparoca toda, assim vou ficar sem forças.

Mais logo vamos fazer outro filme, estás preparado?

Até já!

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Uma laranja por baixo do umbigo

3 comentários


A casinha do S vai crescendo todos os dias, ao mesmo ritmo que ele... com mais esticão menos esticão, ele lá se vai acomodando. Mas, nos últimos dias apareceu uma pertuberância, tal qual uma laranja, por baixo do meu umbigo.

É ele... sempre a crescer, sempre à procura de espaço... por enquanto ainda nos vamos arranjando, mas quando a laranja passar a melancia...

quinta-feira, 17 de maio de 2007

O que lhe vou dar de comer?

1 comentários
Não sei se por ausência do pai, ou apenas porque tenho que sonhar com o que me preocupa, hoje tive um sonho aterrorizador...

O S nascera já há algum tempo, e tinha que começar a comer, outras coisas que não leite. Pânico total, tudo o que eu lhe dava ele dizia-me claramente e com todas as letras: mãe, isso não!!!

Ao fim de muitas papinhas e sopinhas acordei... filhote, não faças isso à mamã, sê bonzinho e papa tudo para seres forte e inteligente...

Será paranóia de mãe??

A prima Lana

0 comentários
Querido S, está confirmado. Para além da prima Bárbara que vive lá para o Norte na terra onde se comem tripas, vais ter uma prima Lana.

A prima Lana nasce lá para Setembro na terra onde há castelos, reis e rainhas e muita muita chuva. Quando conheceres a tia Sarah, que é mãe da prima Lara vais ver que ela fala uma lingua esquisita... lá no país da Tia Sarah e do tio Ivan eles não falam como nós, mas tu vais ver que rapidinho rapidnho vais gostar muito deles todos e vais entender-te com a Lana naquilo que é a linguagem universal dos bebés.

A avó Ju está muito contente por ter uma menina para pôr lacinhos, se tu fores um menino pelo menos dessa já te safaste...

beijos grandes meu pequenino.

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Já tenho 12 semanas...

2 comentários
Olá bébé!

Foi assim que a médica me comprimentou assim que me viu pela primeira vez. Este é o meu primeiro filme, ainda não sou um actor experiente e sou um pouco tímido. O meu coração bate forte e possante, já tenho cérebro e olhinhos, tenho dois bracinhos e duas perninhas e tenho os dedos todos...

Estive sempre de costas, mas a médica empurrava-me para eu me virar... chata! Não me apetecia, não me virei e empurrei-a com as mãos: áquela hora eu e a minha mamã normalmente descansamos, ontem era cá uma agitação...



Ontem também foi o primeiro dia que o papá me viu. Acho que ficou emocionado, tal como a mamã, mas eu a essa já me vou habituando... é uma choramingas... só de pensar em mim, lá vem a lagrimita.

Ainda mantenho o nome de código Projecto S, mais umas 3 semanitas e vou fazer outro filme para finalmente me darem o meu nome definitivo. Até lá vou crescendo todos os dias... muito!

Até breve!

segunda-feira, 30 de abril de 2007

Um anjo vai a caminho do céu

3 comentários
Querido filhote, hoje a mamã está triste por que a Bisa Chichita vai a caminho do céu. Só a vais conhecer através das histórias que Eu, o tio Ivan e os avós te contarmos, mas tenho a certeza que desde cedo te sentirás orgulhoso de seres bisneto de uma mulher corajosa, cheia de força de viver, com gostos refinados e com valores morais e sociais como já não se usam.
Não terás oportunidade de te sentares no seu regaço como eu tantas vezes fiz, mas com certeza sentirás a sua protecção, porque a partir de hoje ela está no Céu junto ao seu mais que tudo a zelar por todos nós.
Um xi-coração (como dizia a Bisa Chichita)

terça-feira, 24 de abril de 2007

Vamos de férias!

1 comentários
Já há muito tempo que não tenho dito nada porque ando numa roda viva, de forma a poder ir de férias descansada. Eu, o papá e o nosso Projecto S. Vamos pela primeira vez fazer um coast-to-coast começando pela terra do papá (Moncorvo) que a mamã ainda não conhece, e depois seguimos para casa da avó Ju, para uma semaninha de praia pelos Algarves.

Vamos lá a ver se te dás bem com as viagens...

Continua a crescer meu pequenino.

A prima Bárbara veio a Lisboa

1 comentários
Este fim de semana a tua prima Bárbara veio a Lisboa pela primeira vez. Está muito crescida e vivaça, e deixa os avós Salgados todos babados. A tia Mónica trouxe uma prendinha para ti: uma fralda com um S bordado por ela... tens que lhe agradecer quando chegares meu pequenino.

E até, a priminha Leonor fez um cartão a desejar boa sorte para ti, e disse que fica satisfeita tanto se tu fores menino como menina... depois a mamã mostra.

Beijinhos, pequenote!

terça-feira, 17 de abril de 2007

Um novo Lar

2 comentários
Tudo se prepara para a tua chegada, meu pequenino: o corpo da tua mãe, o colo das tuas avós, o teu lugar na nossa família no novo centro. E por isso tua mãe e eu achámos que devíamos também preparar um novo lar para nós...

Um novo lugar para correr, brincar, rir, chorar, crescer ou simplesmente viver, felizes contigo, felizes connosco, felizes por nós.

Até lá, meu pequenino, dorme bem...

terça-feira, 10 de abril de 2007

O Domingo de Páscoa

2 comentários
Eis uma manhã sem enjoos, irra!!! Mas não há bela sem senão, foram-se os enjoos e foi-se a tensão arterial: depois de uma boa dose de gengibre e açucar, a tensão era 5, 9. Enfim, não pode ser tudo perfeito.

À chegada da casa dos avós Salgado a expectativa era grande, afinal era o grande dia em que os avós se juntavam (bisas inclusivé). Foi um dia muito agradável, apesar de longo, em que passámos mais de 8 horas à mesa... para o ano também o Projectinho (como é carinhosamente tratado) estará entre nós. É esse o desejo de todos.

Continua a crescer meu pequenino, cá te esperamos!

O primeiro caril

0 comentários
Este post é especial para a tia Rubina!

Foi no sábado... a mamã teve um desejo estranho de comida indiana. Nada de estranhar face aos seus estranhos hábitos de alimentação, mas depois de um dia inteiro de enjoos, uma ida ao Real Indiana era dose...

Mas não, pelo contrário, desde esse jantar que a mamã anda muito menos enjoada, e eu até gostei... o papá é que ficou preocupado, porque os desejos da mamã saem sempre caros!!!

sábado, 7 de abril de 2007

o meu coração já bate!!

1 comentários
Ontem a mamã foi outra vez fazer um retrato meu, e o Sr. Dr. assim que me viu disse-lhe: "já se ouve o coração!". A mamã ficou tão feliz que eu senti muita vontade de me mexer, para lhe mostrar que eu também sentia a sua alegria.
O Sr. Doutor disse à mamã que eu sou saudável, e já tenho 9 mm... estou um matulão. Pudera, com tudo o que a mamã come!! O papá quando soube tentou ouvir o meu coração, mas apesar de forte ainda é pequenino por isso ele ficou um bocadinho triste, mas daqui a umas semanitas já podemos conversar os 3. Por enquanto é só entre mim e a mamã.
Hoje é sábado e ela decidiu mostrar-me o DVD favorito de Madonna... por enquanto estou a gostar, mas ela não para quieta... vou aproveitar para dançar também na minha pista privativa!

terça-feira, 3 de abril de 2007

E as avós já se falam!!!

2 comentários
Ontem foi o dia, o dia em que as tuas avós se falaram pela primeira vez. Para além das minhas orelhas e das do papá, até as tuas, meu pequenino, devem ter ficado vermelhinhas de tanto que as 'babadas' falaram de nós. É bom saber que vais ter duas avós carinhosas e ansiosas por partilhar contigo, o que de melhor já partilharam comigo e com o papá. Entre casaquinhos, arraiolos, docinhos, pinturas e tudo o que desejares vais com toda a certeza encontrar dois colos fofos e apetecíveis (principalmente o da avó Ju, que é mais gordinha).

Quanto aos avôs também acho que vais bem servido: um mais sereno, e outro louco certificado para equilibrar, mas ambos com muita vontade de brincar contigo e de ensinarem malandrices para pores a cabeça da mamã e do papá em água. As bisas, os tios, as tias e os primos ficam para outro dia...

Acredito que queiras vir conhecer toda esta gente que já faz parte do teu universo, mas ainda tens que esperar... aproveita a barriga da mamã para cresceres e te tornares forte!! Lá para Novembro todos te esperam.

Tem uma boa noite, meu pequenino.

sábado, 31 de março de 2007

O Centro das Indisposições

3 comentários






Boa sorte pequenino...

sexta-feira, 30 de março de 2007

A ditadura dos genes

1 comentários
Não, não há qualquer dúvida! O pequeno ditador chegou.

Ainda mal desconfiava eu que ele existia e já controlava a minha vida: de repente tudo o que eu estava a fazer, dizer ou sentir já não batia certo. Eu já há muito que deixei de tentar compreender as mulheres, elas são como são e não está ao alcance do mero mortal macho compreender os desígnios que controlam os seus sentimentos. Mas ao menos restava-me o consolo de saber que as hipóteses, mesmo sem ter qualquer vislumbre sobre as razões que tornavam uma ou outra realizáveis, eram: ou vai para a esquerda ou vai para a direita. Claro que fui apanhado completamente desprevenido!
De repente, as coisas iam para a esquerda, direita, cima, frente e umas outras quantas direcções pertencentes a dimensões desconhecidas para mim, AO MESMO TEMPO. Estava completamente desnorteado! Que força da Natureza poderia afectar de tal forma o meu mundo??
Foi então que surgiu a hipótese: Será que?... Não, não pode ser! Achas? Nã...

A culpa afinal era minha! Aliás, como não podia deixar de ser, no intemporal jogo do "Perdes" que os homens insistem em praticar, sempre perdendo, com as mulheres. A razão do meu desnorteamento vinha de mim próprio, do legado deixado em mim pelos meus antepassados. Os meus próprios genes, convenientemente misturados com os dela, estavam a actuar contra mim, influenciado a minha vida, mudando o meu mundo, tornando-o estranho e não-determinístico, com a perspectiva de se vir a tornar ainda pior!

Como resultado disto, não podia estar mais feliz... Ah??

quinta-feira, 29 de março de 2007

O principio do Amor Incondicional

2 comentários
Sempre achei que enjoos não eram exclusivos de mulher grávida, e muito menos os enjoos matinais por digestões mal feitas que tantas vezes me acompanharam nos últimos anos, mas o que não me tinham explicado é que quando se refere 'enjoo de grávida' se está a falar de um estado, próximo de um ser... Não se diz eu hoje estou enjoada... é mais... claro que estou enjoada!! Mas ontem foi o ex-libris da peça: depois de uma noite em claro provocada por uma azia e um mau estar ardente, comecei a manhã com um pequeno almoço leve, supostamente para ajudar a aliviar a tensão... mas não, pela primeira vez o projecto S demonstrou o seu poder e capacidade de me fazer atrasar, apesar do meu esforço no sentido de sair de casa rapidamente.

Hoje, o estado quase ser mantém-se. A acrescer posso dizer-vos que na Sic Mulher entre as 3h e as 5h da manhã se aprendem imensos truques domésticos com a Martha Stewart... mas nada que ajude a lidar com esta 'ressaca' permanente.

Apesar de tudo, acho que esta é a primeira prova de amor incondicional, e segundo um Sr. a quem eu dou ouvidos regularmente... "isto é muito pouco, face ao que ainda está para vir..."

terça-feira, 27 de março de 2007

Mais uma estrela no Universo

2 comentários
Quando era pequena questionei muitas vezes os meus pais sobre o que era a familia... O meu pai respondia: "É o papá, a mamã, tu e o mano." Insatisfeita com a resposta, retorquia: "Então a avó? e o avô?" Eram tão importantes para mim que não podia sequer julgar que não fariam parte da Minha família. Os anos passaram e a questão mantinha-se... Um certo dia, sendo eu já uma adepta das físicas e dos planetas, o meu pai encontrou a resposta que eu tanto almejava: "A família é como o sol. O papá, a mamã, tu e o mano são o Sol. Os avós, os tios e os primos são os planetas que giram à volta dele. Uns mais próximos outros mais afastados, mas todos de alguma forma ligados."

Cresci na esperança de um dia colocar uma nova estrela no Universo, e desde há uns dias que há uma nova estrela a brilhar no azul do meu céu. Sou feliz.
 

Um Novo Sol Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez